Minha lista de blogs

Discurso do Ex-Presidente Lula durante cerimônia em comemoração ao Dia do Diplomata - Palácio Itamaraty, Brasília, 20/04/2010



Sobre Bajulação aos EUA
E quando um país começa a ficar importante, começa a gerar ciúmes. E quando começa a gerar ciúmes, nós começamos a arrumar inimigos. Porque aqueles que não foram capazes de fazer o que você está fazendo, vão começar a ser contra. Até porque, durante muito tempo, nós fomos induzidos a ter complexo de vira-latas neste país.
O importante era a gente não ser ninguém, ser alguém era um privilégio de outros e não nosso". O Celso poderia contar para vocês a primeira reunião que nós fizemos com o G-8. Eu lembro, lembro em Evian, eu com seis meses de mandato, com muito orgulho, porque eu sabia quem eu estava representando lá, eusabia de onde eu tinha vindo, e nós chegamos em uma reunião, já estavam lá quase todos os presidentes da República, faltava chegar apenas o Presidente dos Estados Unidos.
E nós estávamos sentados em umas mesinhas, no hotel em que ia ser a reunião, aí, quando o Bush entra, todo mundo levanta. Eu falei para o Celso: Celso, eu vou ficar sentado, ninguém levantou quando eu cheguei. Qual é a subserviência de a gente levantar porque chegou o Presidente dos Estados Unidos? E não era arrogância não, era apenas respeito.
O Kofi Annan estava conosco, ficou muito incomodado, não sabia se sentava ou se levantava, mas... E, humildemente, o Bush foi lá na nossa mesa, nos cumprimentou e sentou conosco. Não aconteceu nada de anormal. O anormal seria se nós tivéssemos levantado como, habitualmente, as pessoas faziam. Essa é uma coisa que me marcou muito.


Avião Presidencial 


Eu lembro de quanto nós fomos vítimas aqui quando compramos um avião. Pergunte para o Celso se nãomelhorou substancialmente ele agora poder fazer uma viagem em um avião da FAB, chegar, com muitoorgulho, com um avião fabricado pela Embraer em qualquer país do mundo e não ter que ir para São Paulo,para pegar uma ponte aérea, para ir não sei para onde, para chegar em Nova York, tirar o sapato parapoder entrar lá. Pergunta se não é muito mais orgulhoso. Quando inventaram a história de tirar o sapato,eu disse para o Celso: ministro que tirar o sapato deixará de ser ministro. Se tiver que tirar o sapato, voltapara o Brasil, porque nós não exigimos que ninguém tire o sapato aqui, por que tem que exigir da gente?Nós temos que... e ainda o cidadão com um passaporte vermelho. Diplomata. Antigamente era chique, hoje não é mais tão chique ter passaporte... Hoje tem muita gente, hoje tem muita gente que desconfia mais dos vermelhos do que dos azuis. Mas de qualquer forma eu tenho um vermelho e vou dá-lo para o ...
Leia Mais


fonte: Itamaraty

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis